Mauc no Corredor Cultural de Dezembro/2018

18 de dezembro de 2018

No dia 09 de dezembro, o Mauc abriu suas portas para a última edição do Corredor Cultural de 2018 com uma programação muito especial. Além das oficinas artísticas, visita da ciclofaixa cultural e pré-encerramento da exposição “Nas aldeias: o cotidiano sob o olhar da juventude indígena no Ceará”, a programação do Mauc incluiu dois momentos memoráveis: uma visita guiada conduzida pelo ex-diretor do museu, professor Pedro Eymar, e a perfomance Glossolalic Machine #1: “Cenacula” do grupo Balbucio (o primeiro grupo de performance do Ceará) conduzido pelo professor Wellington Jr (ICA/UFC).

Imagens do Corredor Cultural de Dezembro/2018.

Com uma vida inteira dedicada às artes plásticas e por 31 anos à frente do Museu de Arte da UFC, o professor Pedro Eymar retornou ao Maus como convidado especial para fazer uma de suas atividades prediletas: receber os visitantes. Foi uma oportunidade de ter contato com as histórias fascinantes apresentadas de um jeito peculiar por quem conduziu o Mauc para se tornar o principal museu da arte cearense.

 

Visita guiada pelo prof. Pedro Eymar na Edição de Dezembro do Corredor Cultural Benfica.

 

Prof. Pedro Eymar e Graciele Siqueira.

Segundo a atual diretora do Mauc, Graciele Siqueira, “é impossível dimensionar a importância do prof. Pedro Eymar para o Mauc, pois quantas exposições foram por ele pensadas e montadas no Mauc ou em outros espaços da UFC? Quantos estudantes tiveram a grata oportunidade de tê-lo como mestre do carvão, do pastel, do crayon, do óleo nas oficinas e ateliês? Números que se perdem, mas que equivalem em dimensões de grandeza ao seu amor pela arte, pelo Mauc e pela UFC”, ressaltou Graciele.

 

Performance Glossolalic Machine #1: “Cenacula” do grupo Balbucio.

Na Sala de Cultura Popular, foi apresentada a perfomance Glossolalic Machine #1: “Cenacula” do grupo Balbucio. Foi um acontecimento especial para o Mauc e para o Grupo Balbucio, pois o grupo se reuniu após 7 anos do seu encerramento para realizar a perfomance que lhe deu origem no lugar em que ela aconteceu pela primeira vez. “No salão do museu, os mesmos cinco homens de 2003, vestindo macacões industriais vermelhos e meias-calças roxas na cabeça, estão dispostos em círculo. A cada depósito de dinheiro feito pelo público, um pulso glossolálico, uma língua estranha. Desde a primeira apresentação, a performance foi revisitada pelo menos 6 vezes em outros lugares. Esta foi a última vez que a Glossolalic Machine #1 – Cenacula foi realizada por estes integrantes” destacou o professor Wellington Jr.

 

Prof. Wellington Jr.  entrega da performance Glossolalic Machine #1: “Cenacula” do grupo Balbucio.

Na ocasião, foi formalizada, junto a atual diretora do MAUC, a museóloga Graciele Siqueira, a doação da performance Glossolalic Machine #1: “Cenacula” ao Museu de Arte da UFC, tornando o Mauc um dos poucos museus no mundo, e o segundo do Brasil, a terem performances em seu acervo.

 

Mais

Acesse a galeria completa de fotos do Corredor Cultural de Dezembro/2018.