UFC outorga Medalha do Mérito Cultural a Heloysa Juaçaba, in memoriam

12 de junho de 2019

Foto: Ribamar Neto

No final da manhã da última terça-feira (11) o Reitor da UFC, Prof. Henry de Holanda Campos, conduziu a cerimônia de outorga da Medalha do Mérito Cultural da UFC à artista plástica Heloysa Juaçaba (1926-2013), uma das fundadoras do Museu de Arte da UFC. A honraria, concedida a nomes emblemáticos e com significativas contribuições à cultura e à sociedade cerarense, é uma distinção que reconhece o trabalho e a vida de pessoas que se destacaram por suas contribuições à Universidade.

Proposta ao Conselho Universitário (CONSUNI) em 2008 pelo então Diretor do MAUC, Prof. Pedro Eymar, e pela Prof.ª Ângela Gutiérrez, à época diretora da Casa de José de Alencar, ambos equipamentos culturais da UFC, a entrega da Medalha à Heloysa Juaçaba contou no CONSUNI com a relatoria do atual Reitor que, àquela altura, destacou em seu voto favorável os inestimáveis serviços prestados pela artista plástica à Universidade, notadamente na organização do Museu de Arte, mas também na doação de valiosa coleção de cultura popular à recém-fundada instituição.

O Prof. Pedro Eymar Costa, ex-diretor do MAUC e professor aposentado da UFC, foi o encarregado pela família de apresentar a mensagem de agradecimento à honraria concedida. Em seu discurso, destacou as qualidades pessoais e artísticas da homenageada, relembrando o momento em que se conheceram, em 1971, em uma exposição no Passeio Público em Fortaleza: “Uma feira de arte. Artistas e obras espalhados pelos passeios. Noite de descontração, encontros, conversas, fruições estéticas e, quem sabe, vendas. A feira já terminava quando vi aproximar-se de mim uma Senhora elegante, altaneira, leve, sólida e curiosa.”. Ao rememorar o momento em que conhecera Juaçaba, Costa destacou em sua fala a sensibilidade da dama das artes cearenses, especialmente por tê-lo incentivado a investir em sua carreira artística.

Após agradecer à Universidade e aos presentes na cerimônia, o Prof. Pedro Eymar destacou a importância de Dona Heloysa e de seu encontro frutífero com o Reitor fundador da UFC,  Antônio Martins Filho, afirmando que “O universal pelo regional também instalado na alma de nossa Heloysa permitiu que ela aqui frutificasse a grandeza escalar do seu afeto pela arte, contribuindo para a produção e a visibilidade das manifestações artísticas e para a criação dos espaços de memória. Os olhos e as mãos mágicas de nossa Heloysa estão por certo presentes na criação, nas paredes, nas salas de exposição, nos eventos e nos objetos raros da cultura popular que pulsam no coração do Museu da Universidade. Objetos que significavam para nossa Heloysa a mais sublime das manifestações artísticas.”.

Foto: Ribamar Neto

O Prof. Henry Campos, Reitor da UFC, afirmou que a UFC, com a outorga da Medalha, resgata “uma dívida de gratidão” com a homenageada e que também é uma forma de “externar nossa admiração por um personagem relevante da história da Universidade Federal do Ceará. Presente, desde o início, nos espaços culturais da Instituição, dona Heloisa Juaçaba se tornou merecedora do aplauso que aqui lhe é tributado e que se traduz na concessão da Medalha do Mérito Cultural da UFC.”. 

Dona Heloysa e o MAUC

Tendo iniciado sua formação artística nas oficinas da Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP), na qual foi aluna de Floriano Teixeira, primeiro diretor do MAUC, Heloysa Juaçaba teve papel de destaque na fundação do Museu de Arte da UFC quando, junto a outros artistas, apoiou e assessorou o Prof. Martins Filho na organização da instituição. Além disso, contribuiu com valiosas doações, que enriquecem o primeiro museu de arte do estado.

Foto: Ribamar Neto

Graciele Siqueira, museóloga e diretora do MAUC, indica a relevância da artista para o museu: “Encontrei com Dona Heloisa apenas na homenagem dos 50 anos do Mauc, em 2011, e apesar de ter vindo pouco ao museu nos anos que precederam sua partida, era uma figura lembrada todos os dias no museu, e com quem criei uma familiaridade devido à sua história de vida e seu vínculo com o Museu de Arte e com a Universidade, em especial, nos anos iniciais da instituição. Esta Medalha é um reconhecimento à primeira mulher que contribuiu para que o Mauc se tornasse este museu que é referência no estado do Ceará, apresentando o melhor da nossa cultura popular e da nossa arte. Ressalto também, o trabalho da dona Heloisa como gestora cultural e grande incentivadora da arte e dos artistas da terra.”.

 

 

 

Termos: